sábado, 21 de maio de 2016

AS CINCO LEIS DE OURO - A QUINTA LEI



Hoje é fim do ciclo de postagem das “CINCO LEIS DE OURO” que ao longo da semana fomos relembrando do excelente clássico “O Homem Mais Rico da Babilônia”. Dessa vez não farei conclusões, mas citarei parte do clássico com a conclusão do próprio personagem. Recomendo a todos a leitura e estimo muito sucesso a todos nessa nossa jornada.

------

“O ouro escapa ao homem que o força a ganhos impossíveis ou que dá ouvidos aos conselhos enganosos de trapaceiros e fraudadores ou que confia em sua própria inexperiência e desejos românticos na hora de investi-lo. ”

"Propostas fantasiosas, que impressionam como as histórias de aventuras, sempre ocorrem ao novo proprietário de ouro. Elas surgem para dotar seu tesouro com poderes mágicos que o capacitarão a fazer ganhos impossíveis. Observem, porém, os homens sábios, pois eles conhecem verdadeiramente os riscos que se ocultam por trás de todos os planos para fazer grande riqueza rapidamente."

-----

… “Ainda pensam tratar-se de um capricho do destino que alguns homens tenham muito ouro, enquanto outros não têm nada? Pois estão errados.

Os homens têm muito dinheiro quando conhecem as cinco leis de ouro e sabem empregá-las.

Por ter aprendido e empregado bem essas cinco leis em minha juventude, hoje sou um rico comerciante. Não acumulei minha riqueza devido a um passe qualquer de mágica.

A riqueza que chega muito rápido vai embora da mesma maneira.

A riqueza que promove gozo e satisfação para seu proprietário constrói-se gradualmente, porque é uma criança nascida do conhecimento e da persistência.

Ganhar dinheiro é um peso fácil de carregar para o homem consciencioso. Ter paciência para com o fardo ano após ano acaba por levar à realização.

A observância das cinco leis de ouro traz sempre uma bela recompensa. ”...



Sucesso a todos !!




GEORGE SAMUEL CLASON nasceu em Louisiana, Missouri, em 7 de novembro de 1874. Freqüentou a University of Nebraska e serviu no exército americano durante a guerra entre a Espanha e os Estados Unidos. Começando uma longa carreira no mundo editorial, fundou a Clason Map Company of Denver, Colorado, e publicou o primeiro atlas rodoviário dos Estados Unidos e do Canadá. Em 1926, lançou o primeiro de uma série de panfletos sobre economia e sucessos financeiros, usando parábolas ambientadas na antiga Babilônia para ilustrar suas lições. Tais panfletos eram distribuídos em grandes quantidades pelos bancos, companhias de seguros e empregadores e tornaram-se familiares a milhões de pessoas, o mais famoso sendo O homem mais rico da Babilônia, a parábola-título deste livro. Estas "parábolas babilônicas" tornaram-se um clássico moderno entre os livros de auto-ajuda.

9 comentários:

  1. Resumindo.
    Não existem atalhos para uma vida prospera.

    Abraços!!!

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Rato,

    É ambição... vontade de querer ir pra frente é bom . mas .. ambição demais .. pode levar a ganância ... e é por isso que até hj tem gente que cai em golpe do bilhete premiado ... ou essas msgs que a gente recebe no celular ..essa semana mesmo .. de novo ganhei mais um carro .. tá fácil!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sei que temos sonhos e as vezes ficamos até tentados a querer mais e mais. Mas ficar cego é a pior coisa que nós pequenos investidores podemos deixar acontecer. Ambição em demasia nos cega e as seduções nos fazem por perder a razão.

      Excluir
  4. O enriquecimento sustentável é infalível. Enriquecer de forma sustentável alem de agregar dinheiro também agrega conhecimento, basta ver os exemplos de famosos que após a fama ficaram falidos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por sorte a fórmula ainda é a mesma. Já que temos muitos casos de sucesso, estudar cada um é um bom caminho.

      Excluir
  5. Gostei do Blog e adoro o livro aqui citado. Vou te adicionar no meu blogroll. Abraço.

    ResponderExcluir
  6. Obrigado HM, seja bem vindo ao blog. Está adicionado à lista de confrades.

    ResponderExcluir