segunda-feira, 16 de maio de 2016

AS CINCO LEIS DE OURO - A PRIMEIRA LEI

“Para proveito de todos os que se acham aqui reunidos esta noite, lerei as sábias palavras de meu pai gravadas sobre a tabuinha de argila que ele me entregou faz hoje dez anos. Essas cinco leis de ouro gravadas, são tão valiosas quanto o próprio ouro, como ficará demonstrado pela continuação de minha história.”

Há muito tempo atrás tive a oportunidade de ler excelentes livros que me esclareceram algumas dúvidas e despertaram a vontade de guardar um pouco do que produzo para um dia quem sabe aproveitar o que o nossa terra querida e amada possa nos proporcionar.
O primeiro livro foi é claro o Pai Rico Pai Pobre. Este obra exemplar foi me apresentada em 2009 por um amigo de infância que ao ter acesso ao conteúdo e bastante tempo vago no trabalho, ficou muito impressionado com a forma de expressar um assunto relativamente chato (não para mim) com uma abordagem simples e de fácil compreensão. Notar que o nome deste blog é inspirado em um dos conceitos abordados no livro de Kiyosaki e espero que ele nunca venha me cobrar royalts. (Ba Dum Tss) 

            O segundo livro e mais trabalhoso de entender, foi o The Richest Man in Babylon, ou O Homem mais rico da Babilônia.

            Não, não virei rastafári e resolvi ler algo sobre os portões da babilônia, e tão pouco resolvi enrolar unzinho para defumar o ambiente. Trata-se de uma das mais perfeitas obras escritas 1926 por George Samuel Clason, onde exprime com realidade absurda, parábolas de pessoas como nós em tempos diferentes é claro, que queriam saber a natureza e os caminhos da riqueza.

O livro nos transporta para uma viagem na antiga Babilônia, onde viviam muitos homens ricos dos tempos antigos. Mesmo não possuindo riquezas naturais, a população desta região utilizou de sua capacidade para a criação de riqueza e prosperidade.

É um livro de educação financeira inicialmente escrito em panfleto, onde George Clason relata histórias de fracassos e sucessos financeiros que aconteceram na antiga Babilônia. Mesmo sendo uma cidade rica, existiam diversas pessoas que passavam por problemas financeiros.
Estes relatos podem servir de apoio para aqueles que estão enfrentando problemas financeiros nos dias atuais e, não conseguem imaginar como livrar-se deles.

            Muito embora a linguagem da época seja um pouco diferente os conceitos apresentados ainda podem e devem ser utilizados de maneira a captarmos mais, guardarmos mais.  Os  ensinamentos ali contidos são até hoje bastante difundidos de formas diferentes aos escritos.

            A minha ideia com esse post é apresentar as “5 Leis de Ouro” e quem saber relembrar ou demonstrar a todos que os caminhos da riquezas são os mesmo as muito tempo. Não é necessário reinventar a roda, somente aplicar as fórmulas já tão difundidas e conhecidas durante centenas de milhares de anos.



A Primeira Lei de Ouro

"O ouro vem de bom grado e numa quantidade crescente para todo homem que separa não menos de um décimo de seus ganhos, a fim de criar um fundo para o seu futuro e o de sua própria família."

"Todo homem que separar religiosamente um décimo de seus ganhos e investi-los sabiamente criará um considerável fundo que não somente lhe trará um vultoso rendimento futuro, como também protegerá sua família depois que os deuses o chamarem para o mundo da escuridão. A lei afirma igualmente que o ouro vem de bom grado para tal homem. Pude certificar-me disso em minha própria vida. Quanto mais ouro acumulei, mais prontamente ele veio até mim e em quantidades crescentes. As moedas de ouro que economizei ganham ainda mais moedas, como acontecerá com vocês mesmos, e seus lucros continuam ganhando. Esse é o resultado da primeira lei."


Acredito que todos nós sobreviventes da blogosfera estamos focados em separar de bom grado nosso ouro produzido. Esse conceito de colchão de segurança é sem dúvida o passo primário para todo aquele que deseja juntar dinheiro e fazer dinheiro do dinheiro. 

Não adianta alocar todo o capital disponível a risco e esquecer que o jogo é de vitórias e derrotas. Segurança também é bem vinda. Se quer ficar que nem o Tio Patinhas, tem que guardar um pouco. Só não vale ser tão sovino.





13 comentários:

  1. Quem tiver acesso a este livro ainda na infância, aumenta infinitamente suas possibilidades na vida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com toda certeza CF. Existe livros que esclarecem o sentido de investir. Antes de Pai Rico Pai Pobre e o Homem Mais Rico da Babilônia, eu habita a zona das trevas.kkkkkk

      Excluir
  2. É um livro excelente, você me despertou a vontade de lê-lo novamente!

    Aguardo a continuação.

    Forte Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assessor, o livro realmente é excelente. Tenho o PDF e o AudioBook. Certa vez coloquei até no Pendrive do carro para ouvir no engarrafamento.

      Abraço.

      Excluir
  3. Rato,

    Muito bom post!O começo de tudo ... gastar menos do que se ganha.. reservar uma parte para o futuro ...

    ResponderExcluir
  4. Perfeito Rato!
    Foi um dos melhores livros que li. Só está atrás do livro do Schwarzenegger. O cara é a superação em pessoa! O 3º do meu ranking é o segredos da mente milionária.

    Pai rico e pai pobre ainda não li, apesar de ter o pdf nos meus favoritos. Não estou com tempo e minha visão não aguenta ler em tela.

    Abraços!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. PS

      Pai rico pai pobre é uma leitura obrigatória, leia o quanto antes.

      Abç

      Excluir
    2. Ainda não li o livro do Arnold, mas todos falam muito bem.

      Leai o Pai Rico meu caro, é viciante.

      Excluir
  5. Pai Rico Pai Pobre mudou a minha maneira de ver o dinheiro!
    Aliás, essa primeira lei é "basica", porém muitos por ae não aplicam em suas vidas.. o que é uma pena..

    Fiquei curioso, acho que vou ler esse livro também!

    abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Da uma procurada na Net PJ. Esse livro é bastante conhecido.

      Abraço !

      Excluir
  6. É um livro sensacional. E como disseram os colegas acima, junto com Pai Rico, Pai Pobre e Os segredos da mente milionária são os três pilares da educação financeira, principalmente para quem está começando a jornada da fuga da corrida dos ratos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É meu caro FF, esses títulos, aliado a um bom conhecimento básico ajuda a tirar o pé da lama e da roda dos ratos.

      Confesso que não terminei de ler "Os segredos da mente ...", mas devo retomar a leitura, até pq ele pequeno. Foi mais preguiça do que falta de tempo.

      Melhor começar lendo todo esse vasto material do que pensando em produto, erro básico de quem começa.

      Excluir