segunda-feira, 11 de abril de 2016

TRABALHO NA PIOR EMPRESA DO MUNDO?



Antes de começar a escrever sobre o tema, gostaria de explana um “breve relato” da minha vida profissional atual.

Comecei minha vida profissional na atual empresa em 2010 (por volta) . Na época, havia acabado de sair de outro emprego, que não estava me agregando intelectualmente/financeiramente e apenas me sugava as energias. Nesta mesma época, eu de sai de casa de malas e cuias. Mas isso fica para outro post se for o caso (melhor coisa que fiz na vida!).

Foi então que conheci a empresa X (não, não é a do Eike B), essa empresa abriu as portas para mim e mesmo começando no nível hierárquico mais baixo da empresa, eu tinha valor, respeito e aprendia todo dia uma coisa nova. Era tudo o que eu queria, crescimento profissional. Carreira !

Sempre tive um perfil agressivo como profissional, se eu quero algo, eu vou à luta e conquisto, se não conquisto, vou a luta de novo e procuro alternativas para vitória. Isso sempre me diferenciou dos demais e sempre me causou grandes dores de cabeça, pois infelizmente nem todos sabem interpretar a garra e o sangue nos olhos de alguém que quer vencer na vida. Graça a Deus conquistei muitas vitórias com esse espírito guerreiro.

 Como a vida premia os que lutam e os que se preparam para a guerra, nunca tive medo de mudanças. Foi dentro dessas premissas que em 2013, o dono da empresa X, resolveu vender seu império a um grupo internacional, o grupo T.

Sem problemas, até aquele momento eu ainda era apenas Analista, e pela minha filosofia de vida, se fosse pra secar a fonte de água, quem morreria primeiro nessa fusão seriam os animais maiores. Então o ano de 2013 passou, 2014, 2015 também, e após muitas lutas, muitas dores, muitas horas extras e inimizades de muita gente, mas digo muita gente mesmo, cheguei no topo da pirâmide operacional.

Cheguei a onde queria no ano passado e fui ao comando de uma das equipes, me trazendo muito orgulho e tarefas a serem cumpridas. Organizei a casa, minha equipe hoje é a de maior excelência dentre as outras do departamento. Posso arriscar, mesmo com todos os profissionais da equipe, sendo mal remunerados, sendo marinheiros de primeira viagem, somos um time coeso e que executa um trabalho diferenciado entre todos. 
Isso não sou eu que falo, é o feedback dos demais e dos clientes. Tá com problema no seu cliente? Taca na equipe de fulano que ele limpa merda.

Até aí tranquilo. Você que chegou aqui simplesmente falará, porra, o Rato é um puta sortudo. Tudo anda dando certo pra ele. Mero engano. Poderia falar que trabalho em uma empresa multinacional do ramo de.... , presente em mais de 50 continentes, 700 países e possui 40 grandes escritórios no Brasil, mas isso é apenas um MKT fodido que aqui se utiliza a todo tempo, para trazer mais ovelhas para tirar o couro.

A verdade que aqui as coisas não vão nada bem. Financeiramente não sei, não tenho acesso aos nº, mas também não faz muita diferença quando se sente na pele a diminuição do serviço e das carteiras de clientes. Mas que se exploda isso aqui é uma multinacional, os gringos aportam nessa bodega e tudo vai voltar a ficar de boa. Deve ser esse os pensamentos dos chefes chimpas que possuo. Mês a mês, fileiras inteiras de analistas somem e a barca não para de passar. 

O maior problema que encontramos atualmente é de gestão. Entra louco saí louco, nada por aqui muda. Por vezes até vem pessoas boas, mas desiste de todo engessamento que existe nas diretrizes da empresa. Uma empresa grande com cultura de empresa familiar. Aqui os chefes são um bando de macaco batendo pratos. Lamentável.

Lembra-se do Rato aguerrido com sangue nos olhos de 2012, 2013, 2014, 2015 ? Agora simplesmente ele desistiu! Nadar contra corrente é muito difícil. Defender os interesses quando se tem gerente, supervisor, sócio burro é muito complicado e cansativo. 

Acha que estou fazendo tempestade em um copo d’agua? Olha alguns comentários em uma comunidade de empregos bem conhecida:


Antes de conhecer a comunidade já havia feito uma avaliação para um processo interno que basicamente escrevi as mesmas coisas que essas pessoas acima.

No meio de uma crise, depois de brigar por tanto tempo, conseguir o meu objetivo,estou cansado e me vejo brochado, triste sem vontade de fazer meu trabalho. 
Conversar com a gestão é o mesmo que jogar conversa fora. O problema aqui é VOCÊ. Se as coisas não dão certo aqui, por que foi VOCÊ que não correu, não lutou, não se esforçou. Complicado....

Essas duas semanas estão sendo bem difíceis, muita pressão psicológica e expectativa, já que mais uma vez eles tentarão reformular a gestão de meu departamento. Não tem gestor, não tem supervisor e nem porra nenhuma. A operação segue na linha de frente levando na cabeça o tempo todo e com os dedos podres apontados, nos culpando pelo fracasso do sistemático da empresa.

Desabafo feito, cheguei a conclusão que devo voltar para prancheta de desenhos.  Passei tanto tempo para sair da lama, depois que paguei tudo, juntei dinheiro, aprendi fórmulas para o sucesso, as coisas começam a desandar no lado profissional. Realmente foi como a gerente de RH me falou, tenho dois caminhos! Ou eu aceito, ou eu vou embora. (Detesto RH)

Comento em casa que os caminhos se cruzam. Não vou largar do osso e ficar a deriva assistindo programa da Fátima em casa. Vou tomar emprestado plano FGTS do Pobreta (mais dovish) e ser der certo eu vou embora feliz e contente. Enquanto o plano mais dovish do Pobreta não funciona, vou procurando outra colocação no mercado, e matematicamente estou tentando me estruturar para assumir outra posição fora daqui. Se nada funcionar e eu ainda ficar, só restará lamentar por mim. A única diferença, é que cada vez que eles inventarem meta Papai Noel eu vou apoiar. A final de contas, brigar ou ir contra a maré, com pessoas que simplesmente trabalham em regime de servidão e não tem perspectiva de crescimento na vida é muito difícil. 
Vou tomar como uma base um conselho que tive uma assistente insubordinada. “A empresa não é minha para eu me matar tanto”.
Não serei mais promovido aqui, pelo menos no médio espaço de tempo. E de vez enquanto eu vejo alguns movimentos de pessoas querendo fazer uma cama de gato para eu cair. O jogo aqui é sujo, muito sujo. Já passou de uma empresa ruim, agora é uma empresa detestável.
Cheguei ao topo da operação, daqui em diante todos sabem que é rua...

Soma-se  tudo, mais a imensa frustração e o desejo de ir embora, me pego por vezes, em vários momentos pensando na carta de despedida. Acho que realmente chegou o fim desse casamento. Vou voltar para o mercado de trabalho e enquanto não arrumo nada, vou engolir a seco,  e aproveitar que ainda pinga nessa fonte.

Seu pode-se adivinhar o gráfico de vida útil dessa empresa em um médio prazo, apostaria com toda certeza do mundo como o gráfico do lado.


            Realmente a ingratidão e a desvalorização atinge de forma violenta quem quer trabalhar sério, poderia ficar aqui ganhando esses miseráveis dobrões, mas isso para mim não basta. Eu quero mais, só preciso criar forças para romper essa relação.


 O último que sair, apague a luz !


17 comentários:

  1. eeee tristeza heim Rato, parece até que trabalhamos na mesma empresa!

    Aqui a coisa é complicada, mas é uma empresa familiar, só que com estrutura de grandes empresas...

    Muito cacique e pouco indio!!

    Sei bem como é, mas ainda não estou nesse nível de desanimo... vou tirar férias agora e renovar minhas energias..

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  2. é Japa, da pra ver de longe meu semblante caído. O contágio social foi mais forte dessa vez.

    Aqui é uma tristeza. Aquele que se faz de teu amigo te empurra a pica a qualquer custo. No final das contas não tem amigos. Pelo menos não fora do circulo equipe.

    Complicado de mais.


    A máxima por aqui é: CRISE ! "tá reclamando? Olha a crise" ... é muito legal ouvir isso da boca de pessoas que não tem o menor nível de instrução e fala "pranilha".

    Não adiantar nadar contra. Vou deixar rolar e ver o que vai dar.


    Emprego aqui no RJ tá complicado, principalmente quando se pede uma remuneração melhor.

    ResponderExcluir
  3. Boa Rato
    Vc resumiu minha atual situação no trabalho, pedir p sair eu não vou, vou tb preocurar onde me recolocar no mercado e voltar para a desenho.
    Boa sorte

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poupando, estou começando a achar que é geral. O mercado anda se aproveitando da crise para massacrar os empregados. Uma espécie de terror para fazer as pessoas irem embora.


      Vou aguentar firme e forte, mas se aparecer algo eu vou sem nem olhar para trás.

      Calculei minha rescisão de 3 formas: Eu sendo demitido até dezembro, pedindo demissão até dezembro cumprindo/indenizando aviso prévio.

      Vou olhar para esses nº e vou correr atrás. Ficar a toa agora não é uma boa.

      Vale mais apena se recolocar em outra empresa, pegar a rescisão, aportar forte, e continuar a aportar em outra empresa. Esse seria o melhor cenário.

      No ruim, no ruim vou dirigir Uber. kkkkkkk


      Abraço e boa sorte !

      P.S. Enquanto eu escrevo, está rolando showmissio do LULARAPIO aqui no arcos da Lapa.

      Excluir
  4. Empresa familiar é uma merda. Já trabalhei em uma. São iguais a fósforos, só tem cabeça para queimar, Pois nunca pensam de forma racional.

    Coisas óbvias e pessoas de bom senso são ignoradas para se dar ouvidos para aquele parente gastador.

    Feche-se no seu mundo, faça o seu e jogue na cara a merda que a empresa é.

    Ou eles acabam se tocando, ou você consegue botar seu plano fgts a tona.

    Abraços e melhoras!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sonhador, acho que aqui não tem mais jeito. O contágio social aqui é tão forte que estamos praticamente todos desanimados. A megalomania disso aqui vai falir a empresa.

      Não quero assistir de camarote. Vou procurar alternativas. Fico triste por quem eu deixo, minha equipe não merece morrer na praia.
      Mas, vida que segue. Não posso me dar ao luxo de parar agora, não agora !

      Bom mesmo seria ser demitido tipo em setembro, rescisão bem gorda. Melhor ainda se eu me realocasse em seguida. Mas como é pedir de mais me contento com um novo emprego e a saída sem litígio.


      Abraço !!

      Excluir
  5. Rato,

    É meu caro ..essa situação é complicada ... e momento também não é favorável ... acho que agora... continuar empregado .. é a melhor oportunidade que o mercado tem pra oferecer .... a crise vai passar .. e as oportunidades aparecerão novamente ..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Oshiro, vou considerar isso. Quem sabe a recolocação irá me dá o gás que procuro. Paciência pois a situação atual é igual a xadrez.

      Excluir
  6. CR,

    O momento nao e bom para tomar riscos.

    Reduza o ritmo e va se preparando para uma mudanca.

    Veja o que esta te deixando tao desmotivado, tente corrigir e va levando.

    Manter o emprego e uma promocao nos dias atuais.

    Abraco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. VDC, meu principal problema, é fazer algo sem que tenha um sentido. Mas na verdade eu tenho que procurar algo. Se não encontrar no momento, sem problemas, estou empregado. Mas o terão acabou.

      Só não pode parar de entrar dinheiro.

      Excluir
  7. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  8. é realmente triste o que anda acontecendo nas empresas ultimamente. Mas o que mais me entristece pois como você e alguns colegas que comentaram acima eu me encontro em situação semelhante e se fosse pra mim sair desta empresa hoje dificilmente eu encontraria algo que me pagasse pelo menos o que eu ganho hoje.

    Elas se aproveitam disso pois quando saímos temos que começar tudo de novo.

    é lamentavel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. MC, estou tentando jogar esse Xadrez. Já que as perspectivas são negativas, pelo menos estou tentando me apoiar nos números. Tento não criar a ilusão como a maioria das pessoas que estão a mais tempo, de ser demitido e sacar o FGTS, com multa e tudo mais. Simplesmente se for pra sair, vou tentar me recolocar no mercado. Mas tá complicado. Cheguei a conclusão que aceito até o mesmo valor ou menor um pouco. O que estou a procura é empresa séria com plano de carreira.

      O plano B, talvez seria abrir um empreendimento. Mas no meio da crise assusta. De qualquer forma, to empregado. Ruim ou não, tá entrando dinheiro. Me resta agora ter paciência e aguentar firmemente.

      Excluir
  9. Cada dia mais válido

    "Todos os dias, uma formiga chegava cedinho ao escritório e pegava duro no trabalho. A formiga era produtiva e feliz.
    O gerente marimbondo estranhou a formiga trabalhar sem supervisão. Se ela era produtiva sem supervisão, seria ainda mais se fosse supervisionada. E colocou uma barata, que preparava belíssimos relatórios e tinha muita experiência, como supervisora.
    A primeira preocupação da barata foi a de padronizar o horário de entrada e saída da formiga. Logo, a barata precisou de uma secretária para ajudar a preparar os relatórios e contratou também uma aranha para organizar os arquivos e controlar as ligações telefônicas.
    O marimbondo ficou encantado com os relatórios da barata e pediu também gráficos com indicadores e análise das tendências que eram mostradas em reuniões. A barata, então, contratou uma mosca, e comprou um computador com impressora colorida. Logo, a formiga produtiva e feliz, começou a se lamentar de toda aquela movimentação de papéis e reuniões!
    O marimbondo concluiu que era o momento de criar a função de gestor para a área onde a formiga produtiva e feliz, trabalhava. O cargo foi dado a uma cigarra, que mandou colocar carpete no seu escritório e comprar uma cadeira especial... A nova gestora cigarra logo precisou de um computador e de uma assistente a pulga (sua assistente na empresa anterior) para ajudá-la a preparar um plano estratégico de melhorias e um controle do orçamento para a área onde trabalhava a formiga, que já não cantarolava mais e cada dia se tornava mais chateada.
    A cigarra, então, convenceu o gerente marimbondo, que era preciso fazer uma pesquisa de clima. Mas, o marimbondo, ao rever as finanças, se deu conta de que a unidade na qual a formiga trabalhava já não rendia como antes e contratou a coruja, uma prestigiada consultora, muito famosa, para que fizesse um diagnóstico da situação. A coruja permaneceu três meses nos escritórios e emitiu um volumoso relatório, com vários volumes que concluía: Há muita gente nesta empresa!
    E adivinha quem o marimbondo mandou demitir?
    A formiga, claro, porque ela andava muito desmotivada e aborrecida."

    ResponderExcluir
  10. Opa olha eu ai, eu cheguei recentemente nesse mundo sou bem jovem e entusiasmado, tou acompanhando vcs a um bom tempo e resolvi criar o meu tbm, não sei mexer em nada nessa bosta direito, mas criei um blog pra documentar tudo acho que vai ser legal. Assim que eu começar a entender isso aqui eu começo a adicionar geral e fazer essas coisas de blog... ta ai o link

    http://construindoimperio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir